autores_josebaltazar_round_100x100

Devido à feliz efeméride do Notícias do Parque, inicio a Crónica pelo fim, ou seja pela habitual
Nota – Colaboro com gosto neste projecto local de imprensa+digital que se tornou um farol noticioso do PN. Na última década, o Jornal, norteado pelo espírito de missão e comunitário do Miguel Meneses, abraçou todas as causas do bairro: deu voz a movimentos, reivindicações e até aos leitores; divulgou os certames do bairro, cobriu eventos institucionais, promoveu o comércio e serviços locais; entrevistou vários administradores e gestores da PE assim como das suas participadas, sem reclamar qualquer tipo de apoio público. Aliás, a administração cessante, nem o consultou quando recentemente decidiu “entregar” o Domínio Público do Parque das Nações, a um portal de direito privado, à época com um nº de visitantes pouco significativo. Mas adiante, parabéns e venham mais 10 Anos!

 

Parque (Expo) Na Linha

Passado
No final da Expo 98 o endividamento ascendia a 1332 milhões € que a Parque Expo (PE) foi obrigada a assumir. E pela herança que deixa (os equipamentos emblemáticos mais relevantes, operacionais e rentáveis; um espaço público com qualidade e de excelência; uma improvável valorização do imobiliário habitacional e de escritórios;) ainda bem que ultrapassou o seu mandato administrativo que legalmente cessou a 31 de Dezembro de 1999.
A gestão urbana atingiu um nível elevado de qualidade, deixando a anos-luz os serviços prestados aos cidadãos pelos municípios de Lisboa e de Loures, malgrado terem arrecadado a maioria dos impostos gerados no PN. Como território de modernidade e vanguarda urbana, o PN e as suas jóias da coroa atraíram cimeiras de alto nível mundial, inúmeros congressos e certames internacionais, eventos desportivos e musicais de gabarito, acções mediáticas políticas e empresariais, servindo de cenário a muitas novelas e filmes publicitários, sem esquecer o que significou para a projecção de Lisboa e do País, como destino turístico de eleição, nem os vários milhares de milhões de receitas geradas a favor do Estado.
Para esquecer ficam episódios infelizes de auto atribuição de prémios de gestão escandalosos, casos de compadrio a nível dos serviços de consultadoria e a famosa tentativa de recuperar dívida de duas personagens mediáticas, cedendo para especulação imobiliária, o terreno do Pavilhão da Realidade Virtual. Nada de anormal em administrações de boys, nomeadas pelos partidos.

Presente
13 anos depois, se os dois municípios liquidassem a dívida de 50 milhões €, o passivo da PE não ultrapassava 10% do que herdou de si mesma. O que é aceitável face aos activos saudáveis que ainda detém, o Oceanário, o Pavilhão Atlântico, a Marina, o Pavilhão de Portugal, parte da Gare do Oriente e diverso imobiliário. Sabendo que 3 empresas imobiliárias municipais de Lisboa, apresentam passivos acima de 260 milhões €, não seria conveniente extingui-las? Só que essas ainda vão servindo para arredondar os vencimentos a políticos e autarcas, como é o caso do presidente da JF dos Olivais que sem qualificação adequada ascendeu a administrador da EPUL.
A PE – Gestão Urbana, S.A assegura www.parqueexpo.pt/conteudo.aspx?lang=pt&id_object=1020&name=Parque-Expo—Gestao-Urbana-do-Parque-das-Nacoes,-S.A a limpeza e manutenção do espaço público, bem como as demais actividades decorrentes do normal funcionamento do PN. Por não ter obrigação de prestar contas dos seus actos, decide por vezes ao arrepio de quem aqui vive, privado do direito inalienável de eleger os seus representantes locais.
A nós, moradores e proprietários de património imobiliário que apesar da escassez de crédito tem mantido o valor, interessa que no futuro a prestação desses serviços continue com gestão integrada.

Futuro
Só aos nossos deputados pertence o futuro da Freguesia do PN, abrangendo todo o território da zona de intervenção da Expo 98. Num panorama de fusão autárquica, esta é a única freguesia que reúne unanimidade para ser criada. Está nas mãos da Comissão Parlamentar do Poder Local a quem se solicita que reanalise e decida favoravelmente a nossa Petição AR nº 16/XI, antes de se pronunciar acerca da proposta de Reforma Administrativa da Cidade de Lisboa.
Foi uma boa solução promover a administrador da PE, John Antunes (director com o pelouro financeiro e tido como bom gestor) a quem desejo as melhores felicidades na tarefa que lhe foi confiada. Esperamos que tenha a sapiência para aceitar a colaboração estreita dos Moradores, Comerciantes e Investidores no PN, que devem ser ouvidos sobre o futuro dos serviços públicos.

Parque (das Nações) Em Forma

Quem beijou, beijou, quem não beijou ñ beija mais, pode fechar o caixão que é como quem diz, o Verão. Se no próximo ano pretende estar em forma na praia, esta é a altura ideal para retomar a actividade física e recuperar dos excessos e do desregulamento, próprios da vida estival. No PN não há a desculpa de falta de locais para malhar tantas são as opções. Basta escolher o que lhe seja mais adequado.
Como é de bom tom começo pelos ginásios exclusivamente femininos. Os circuitos de 30 minutos são ideais para quem tem pouco tempo disponível e convêm às que se iniciam nestas lides ou apenas pretendem tonificar o corpo. Senhoras, toca a trabalhar o bumbum 2012:

Go Fit Expo – Alameda dos Oceanos – Edf. Smart (lado norte do Vasco da Gama) Tel: 218 950 005 www.gofit.pt. O espaço conjuga a Cellulem Block, empresa especializada em foto depilação e tratamentos estéticos.

Viva Fit – Galerias Rio Plaza – (atrás da agência da CGD) Tel: 210 962 807 –916 807 077 www.vivafit.pt. Clube local de uma marca com origem em Portugal e hoje uma multinacional de sucesso.

Não existindo ginásios e ainda bem, onde menina não entra, passo a nomear os health clubs mistos, todos com vasta escolha de aulas cardiofitness e estúdios com luz natural (ordem decrescente por data de inauguração):

Aquafitness ClubeTejo – Praça dos Desportos – Parque do Tejo – Tel: 952 610 099 www.aquafitness.pt. Espaço recente, instalado junto aos courts de ténis e ao campo de fut7 relvado. O melhor é mesmo ser novo, com aparelhos a estrear, o material todo a brilhar e bem arrumado. Não tem piscina nem aquaspa, mas ainda assim é o mais caro dos ginásios desta pequena cadeia nacional.

Holmes Place – Edf Panoramic -Av D.João II – Tel: 808 201 048 parquedasnacoes@holmesplace.pt                                                                                                                O que disponibiliza o maior número de aulas de ginástica em grupo semanais, cerca de 80. Acrescenta um benefício de peso pois  através de livre-trânsito pode frequentar os outros 12 clubes em Portugal.

Solinca – C. Vasco da Gama – Av. D. João II – www.solinca.pt – Tel: 218 922 870.
O acesso faz-se pelo centro comercial e localiza-se no 1º piso da Torre S. Gabriel, com estúdios virados para o bulício da Praça do Oriente. Agradável piscina (24,5 mts) descapotável, ou seja coberta e descoberta.

Club House – Av. da Peregrinação (perto da PSP) – Tel: 218 953 100 www.clubhouse-mestresilva-expo.com. O único clube da marca pioneira Mestre Silva que se mantém a funcionar e é provavelmente o maior ginásio de Lisboa. A piscina descoberta (25 mts), aquecida todo o ano, é um must e no Verão serve de opção à praia, poupando em deslocações congestionadas. Tem como exclusivo no PN, as aulas de Power Fit, as minhas preferidas.

Por fim, mas não o pior, tem a possibilidade de treinos personalizados com programas que o põem a exercitar onde mais lhe convier, inclusive em casa ou ao ar livre:

Body Mind Solutions -Actividade Física, Saúde e Bem-Estar – www.bodymindsolutions.eu – Tel: 960 461 844. A ginástica laboral e o fyt company, são apostas de Filipe Ramos para aumentar a energia e fomentar um melhor ambiente de trabalho nas empresas.

Bons treinos, trabalhe muito os grupos musculares e produza bastantes endorfinas. Se no próximo ano pretender aderir ao exercício físico em céu aberto  sem ter de suportar mensalidade, aproveite o período de votação das Ideias para um Orçamento, e eleja a Proposta nº 10 – Circuitos de Desporto, Saúde e Bem Estar, www.portaldasnacoes.pt/item/circuitos-de-desporto-saude-e-bem-estar/ que prevê dois tipos de circuitos de manutenção, um a Norte no Parque do Tejo e outro a Sul no Cabeço das Rolas, recorrendo a matérias-primas e fabricantes nacionais.

Assim como ginásios ao ar livre, que aproveitam também a treinadores pessoais para aulas e propícios aos alongamentos dos inúmeros utentes que praticam desporto por todo o Parque. Ainda ficam 55.000€ disponíveis para votar noutras Ideias: por exemplo nos Painéis Foto Voltaicos ou em campos de basquete e futebol. Para parques infantis e lúdicos, existem vários projectos mas com custos inflacionados.

José Teles Baltazar
veste Dunhill (C.C. Amoreiras – piso 2 -loja 2151 -tel. 213 880 282)

Ficha Técnica

Director: Miguel Ferro Meneses

Redacção: Ana Penim; André Ribeirinho; Carmo Miranda Machado; Conceição Xavier; Diogo Freire de Andrade; Miguel Soares; Paulo Andrade; João Bernardino; João Catalão; José Teles Baltazar; Pedro Gaspar; Rita de Carvalho; Sara Andrade; Sónia Ferreira

Fotografia: Miguel Ferro Meneses

Direcção Comercial: Bruno Oliveira (Directo - 966 556 342)

Revisora: Maria de Lurdes Meneses

Produção: Central Park

Impressão: GRAFEDISPORT Impressão e Artes Gráficas, SA

Tiragem: 13.500 Exemplares

Proprietário: Central Park Sede Social: Passeio do Levante - Lote 4 - Torre Sul 1990 -503 LISBOA

Nr. de Registo ICS: 123 919

Depósito Legal: nº. 190972/03

Email: geral@noticiasdoparque.com