autores_inesandrade_round_100x100

O que é o Re-food?
O projeto Re-food nasceu há cerca de 2 anos e meio com o objetivo de fazer uma “ponte humana” entre o excesso de comida e a necessidade. Com uma equipa composta, exclusivamente, por voluntários aproveitamos a comida excedente de restaurantes, cafés, supermercados, etc.. e fazemo-la chegar a famílias carenciadas. Deste modo aumentamos a solidariedade comunitária e reduzimos a fome e o desperdício em Portugal.
No último ano resgatámos mais de 100.000 refeições nos núcleos já ativos:  Nossa Senhora de Fátima, Telheiras, Estrela e Lumiar. O nosso objetivo para 2014 é tornar Lisboa na primeira cidade do mundo sem desperdício alimentar e sem fome e, para isso, vamos abrir núcleos do Re-food em todas as restantes freguesias da cidade.
A nossa freguesia tem um papel essencial para a concretização deste objetivo pois é das muito poucas freguesias onde há mais excesso do que necessidade: já identificámos mais de 400 restaurantes e apenas 40 famílias em dificuldades. Assim, quando estivermos a funcionar em pleno, deveremos ser capazes de exportar alimentos para outras freguesias com maiores necessidades!

Já só nos falta uma casa!
No Parque das Nações já muito foi feito pelos gestores, ao longo destes seis meses: mapeámos praticamente toda a freguesia, identificando potenciais parceiros, beneficiários e espaços adequados à instalação do projeto; divulgámos o nosso projeto em várias ações, incluindo uma oferta de abraços e a presença na corrida da ANA Aeroportos; propusemos parcerias com o Agrupamento de Escolas Eça de Queirós e o Colégio do Oriente; fomos convidados a apresentar o projeto numa reunião dos Rotários do Parque das Nações e discursámos para o Presidente e os Vereadores da Câmara de Lisboa para pedir a cedência de um local.

No entanto, encontrar um Centro de Operações com as características ideais tem-se revelado uma tarefa complicada, devido ao elevado valor imobiliário da zona. Já nos foram oferecidas duas opções, que agradecemos muito. Infelizmente não pudemos aceitá-las, por a área cedida ser inferior às nossas necessidades mínimas e por estarem distantes da maioria das fontes de alimentos.

Para servir de exemplo, nas freguesias onde o Re-food já está a trabalhar, as entidades  com este papel foram o Hospital Pulido Valente, a Associação das Irmãs Doroteias (Instituto da Imaculada), a Câmara Municipal de Lisboa e a Igreja de Nossa Sra. de Fátima. Qual será a nossa?

O ideal seria um espaço central e junto às fontes de alimento, com área entre 50 e 150 m2, com casa-de-banho e possibilidade de lavatório. Uma vez que teremos rendimentos muito limitados, terá de nos ser cedido por alguém que acredite no projeto e o queira apoiar. Já identificámos mais de 50 espaços que pensamos terem estas características, mas ainda não conseguimos encontrar a pessoa ou instituição certa que vai marcar a diferença no Parque das Nações. Só precisamos de uma, de certeza que existe, por isso se quer ser esta pessoa ou conhece alguém que possa ser, por favor fale connosco!

O que aprendi nestes 6 meses
Ao longo destes meses como líder do núcleo percebi que os cidadãos do Parque das Nações são muito interessados em ajudar e que gostam muito de receber abraços!
Entendi também que a Paróquia de Nossa Sra. dos Navegantes tem uma enorme importância na nossa comunidade e que todos os seus elementos, em especial o Padre Paulo Franco, nos dão um apoio muito relevante, que quero agradecer.
Tem sido um grande desafio para mim e também uma enorme honra poder representar o projeto na minha comunidade. Acabei por descobrir que, mesmo para um projeto que toda a gente admira e no qual quer participar, motivar toda a equipa é um desafio constante!

Parceria com o núcleo dos Olivais
Felizmente os nossos colegas dos Olivais já encontraram um espaço onde poderão entrar em ação em breve! São ainda necessárias algumas obras e muito trabalho de gestão para angariar voluntários, fontes de alimento, parceiros e identificar futuros beneficiários. É por isso que a nossa equipa se juntou à deles temporariamente, para os ajudarmos nesta fase de criação e ganharmos experiência.
O mais urgente neste momento é encontrar financiamento para as obras no Centro de Operações, por isso, se quiser contribuir ou souber de alguém (pessoa ou instituição) que o possa fazer, por favor avise-nos.

Como pode fazer a diferença com o Re-food
– Divulgar o projeto pelos seus amigos, familiares ou colegas

– Gostar e manter-se atento à página do núcleo no facebook, onde são divulgadas todas as novidades e pedidos de ajuda

– Enviar-nos os seus contactos por facebook ou e-mail, para que o possamos avisar assim que forem necessários voluntários

– Propor-nos parcerias com a empresa onde trabalha ou que conhece e que nos possa ajudar com voluntários, fundos ou materiais (para os Olivais ou o Parque das Nações)
– Juntar-se à equipa de Gestão, se puder oferecer cerca de 5 horas por semana e muita força de vontade
– Apoiar já os núcleos ativos: Lumiar, Nossa Sra. de Fátima, Estrela ou Telheiras
– Ser a pessoa ou instituição que oferece um espaço para podermos trabalhar

Junte-se a nós para tornar o Parque das Nações na freguesia mais solidária de Lisboa!

Muito obrigada!

Inês Freire de Andrade
914441649
refoodparquenacoes@gmail.com
facebook.com/RefoodParqueDasNacoes
facebook.com/refoodeolivais

Ficha Técnica

Director: Miguel Ferro Meneses

Redacção: Ana Penim; André Ribeirinho; Carmo Miranda Machado; Conceição Xavier; Diogo Freire de Andrade; Miguel Soares; Paulo Andrade; João Bernardino; João Catalão; José Teles Baltazar; Pedro Gaspar; Rita de Carvalho; Sara Andrade; Sónia Ferreira

Fotografia: Miguel Ferro Meneses

Direcção Comercial: Bruno Oliveira (Directo - 966 556 342)

Revisora: Maria de Lurdes Meneses

Produção: Central Park

Impressão: GRAFEDISPORT Impressão e Artes Gráficas, SA

Tiragem: 13.500 Exemplares

Proprietário: Central Park Sede Social: Passeio do Levante - Lote 4 - Torre Sul 1990 -503 LISBOA

Nr. de Registo ICS: 123 919

Depósito Legal: nº. 190972/03

Email: geral@noticiasdoparque.com