Mercado de escritórios no PN

autores_diogofreiredeandrade_round_100x100

Há um dado sintomático da dinâmica do Parque das Nações relativamente ao mercado de escritórios. Em 2010, o Parque das Nações foi a zona que registou a maior área de escritórios novos, na verdade 51% do total de escritórios novos na cidade de Lisboa encontra-se na Expo.
Segundo a Aguirre Newman verificou-se que cerca de 76% da disponibilidade de escritórios novos, em Lisboa, está concentrada em apenas duas zonas, no Parque das Nações e no Corredor Oeste. Estas duas zonas foram responsáveis pelo desenvolvimento de novos imóveis e de parques empresariais nos últimos anos (no caso da Expo temos os seguintes edifícios novos: Cais Office, Panoramic, Espace, Explorer, Báltico e Atlantis) e é onde estarão localizados alguns dos futuros projetos imobiliários.
Há um número que me impressionou: de 2009 para 2010 houve um aumento de 434% de escritórios novos no Parque das Nações, ou seja, passou-se de 4.797 m2 em 2009 para 25.609 m2 em 2010.

Já para a cidade de Lisboa na totalidade, ainda conforme estudo da Aguirre Newman, para o período 2011 e 2012 está prevista a conclusão de mais 10 edifícios de escritórios, elevando a oferta em mais 90.462 m2, dos quais cerca de 20.000 m2 já têm ocupação assegurada.

Em opinião de outra empresa do mercado imobiliário, a Lang La Salle, o Parque das Nações, alvo de grandes projetos imobiliários nos últimos anos, tem-se tornado num ex-libris e num modelo a seguir, no que diz respeito à promoção de escritórios novos. É, sem dúvida, uma zona com um carácter extremamente apelativo, moderno e com uma qualidade de oferta muito forte que tem atraído importantes multinacionais para aí implantarem os seus serviços em Portugal.
São dados interessantes e animadores visto que ainda há investidores a quererem apostar no Parque das Nações, apesar da crise imobiliária. Podemos concluir que o Parque das Nações ainda é um local apetecível tanto para investidores como para sedes de empresas.

HOTÉIS – UM CASO DE SUCESSO NA CIDADE DE LISBOA

Em 2010, o aumento da oferta em Lisboa correspondeu à abertura de 7 novos hotéis, o que trouxe ao mercado 444 novos quartos. A oferta continuou a crescer (embora a níveis inferiores aos de anos anteriores) apesar da crise financeira, dado que muitos projetos hoteleiros já se encontravam em construção e/ou com financiamento assegurado.
Prevê-se que a oferta hoteleira na Cidade de Lisboa continue a crescer, estando previstos, até 2012, mais 29 unidades perfazendo 3.120 novos quartos, o que representa um aumento de cerca de 19% face ao stock atual. Admite-se contudo que as aberturas previstas possam ser inferiores, como consequência da atual conjuntura económica.
Em linha com os demais grupos hoteleiros com diversos investimentos na cidade, o Grupo VIP abriu as portas do Hotel VIP Saldanha em pleno centro da cidade de Lisboa. Projetado pelo nosso ateliê – CONCEITO Arquitetos – este Hotel tem muito sucesso focado em clientes empresariais devido à sua boa localização.
O projeto de alterações procedeu a alterações significativas interior e exteriormente, adequando o hotel às exigências atuais da indústria hoteleira em parâmetros de conforto e de funcionamento.
O conceito proposto foi a atualização total do edifício oferecendo-lhe novos materiais de revestimento, maior comodidade passando de 2 estrelas para 4 estrelas e uma nova imagem de modernidade.
O Grupo VIP é um exemplo de empreendedorismo, na atual conjuntura de crise e estagnação, haja alguém a investir.

UMA MOEDINHA PARA A VIAGEM

Os Estudantes do 9º ano da Escola Vasco da Gama, ou seja, os Finalistas da escola, vão fazer uma viagem no fim do ano. Pediram-me para deixar aqui um apelo para os ajudarem com uma moedinha nos vários mealheiros espalhados pelos cafés, mercearias e outros pontos.
Estes estudantes são um resultado do Parque das Nações. Quase todos vivem aqui há muitos anos, sempre frequentaram a Escola Vasco da Gama, considerada uma escola modelo e, para além de colegas, também são amigos.
De salientar que estes alunos organizaram uma Comissão de Finalistas em que elegeram 2 representantes de cada turma e conseguem fazer um trabalho de cooperação entre as 4 turmas.
Até agora já organizaram várias festas e avizinham-se mais surpresas.

Ficha Técnica

Director: Miguel Ferro Meneses

Redacção: Ana Penim; André Ribeirinho; Carmo Miranda Machado; Conceição Xavier; Diogo Freire de Andrade; Miguel Soares; Paulo Andrade; João Bernardino; João Catalão; José Teles Baltazar; Pedro Gaspar; Rita de Carvalho; Sara Andrade; Sónia Ferreira

Fotografia: Miguel Ferro Meneses

Direcção Comercial: Bruno Oliveira (Directo - 966 556 342)

Revisora: Maria de Lurdes Meneses

Produção: Central Park

Impressão: GRAFEDISPORT Impressão e Artes Gráficas, SA

Tiragem: 13.500 Exemplares

Proprietário: Central Park Sede Social: Passeio do Levante - Lote 4 - Torre Sul 1990 -503 LISBOA

Nr. de Registo ICS: 123 919

Depósito Legal: nº. 190972/03

Email: geral@noticiasdoparque.com